Notícias 14 Setembro 2020

Em tempos de crise, eis aqui algumas dicas de como se adaptar

Como entender as novas demandas que estão surgindo neste novo cenário digitalizado?

Os negócios de hoje devem ser “customer centric” - ou seja, centrados no cliente. E, segundo Fernando Seabra, especialista em inovação e mentor do Planeta Startup, as empresas que possuem como foco a resolução de um problema têm 73% de chances de darem certo.

Mas como entender as novas demandas que estão surgindo neste novo cenário digitalizado?

Qual o papel do líder e dos negócios nessa “nova forma de viver o mundo”, que passamos a presenciar - de forma mais acelerada - a partir da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19)?

Foi sobre essas perspectivas que Fernando Seabra tratou em sua palestra no Finance Conference, hoje. O Finance Conference é uma co-realização entre o portal Administradores e o B2B Stack, maior portal de brasileiro de busca e avaliação de software do Brasil.

O evento é 100% online e totalmente gratuito e acontece até o dia 11 de setembro, próxima sexta-feira. Quem quiser participar, ainda pode se inscrever gratuitamente através deste link. O conteúdo ficará salvo na plataforma e pode ser assistido até o último dia.

Quando o assunto é liderança, pitch, startups e inovação em tempos de crise, Seabra é uma referência. Veja agora alguns insights e reflexões compartilhados por ele, que podem ajudar quem está na jornada empreendedora:

A atuação de um líder nos dias de hoje

“Quando falamos em liderança, gosto de correlacioná-la à arte. Um grande líder é aquele que reconhece que as pessoas são como uma obra de arte, mas que precisam ser lapidadas. Para isso, ele fornece espaço, ambiente, ferramentas, atualização e feedbacks para que sua equipe se desenvolva. É preciso saber escutar e falar a mesma linguagem de todos. Um grande líder com uma equipe média, atinge grandes coisas. Uma equipe ótima, mas com um líder ruim, não chega a lugar nenhum”.

A posição certa para um líder

“A liderança acontece na posição em que o profissional está exercendo. É preciso sempre buscar a sua melhor versão, seu aprimoramento, independentemente da importância de seu cargo. O líder ideal é aquele que busca oportunidades para quem está embaixo, subir.”

Como será o líder, enquanto ser humano, no mundo pós-pandemia?

“A tecnologia estará cada vez mais presente. Mas, por trás de toda PJ, há um CPF. A pandemia está nos trazendo aspectos positivos na forma como interagimos com a tecnologia em diversos aspectos. Antes, estávamos distantes de quem estava perto. Agora, usando a tecnologia, estamos mais próximos de quem está longe.

As empresas que entendem o seu público e que oferecem uma proposta de valor verdadeira aproveitarão esse momento. Estamos vivendo uma nova forma de viver o mundo e o ser humano tem um novo papel dentro dessa ‘nova forma’”.

Nunca foi tão importante ter o “pitch” certo, na hora certa

“Pitch nada mais é que uma apresentação do negócio, que pode ser feita para um parceiro estratégico, para um novo sócio ou para um investidor em potencial, por exemplo. Ele deve ser curto e ter entre 3 a 5 minutos. A minha receita de pitch ideal deve ter cinco itens, baseados em dois objetivos principais: mostrar que o projeto é viável, com o menor risco.

Um bom pitch começa com a dor, depois mostra autoridade sobre essa dor, em terceiro, entende a solução que está sendo oferecida, em seguida, mostra que conhece o tamanho do mercado e, por fim, deve deixar claro o modelo de público, receita, negócios e canais de venda”.

Todo empreendedor comete dois erros

“O primeiro é não customizar a mensagem do pitch ao seu interlocutor. O segundo é mostrar uma certa ‘displicência’ na apresentação do pitch, quando na verdade, fica claro que houve uma apresentação prévia bastante intensa.

Quanto mais maduro for o empreendedor, mais ele estará apto a receber feedbacks e entender que cada comentário é construtivo e não deve ser encarado como algo a ser rebatido”.

A pandemia e a aceleração do processo de digitalização do mundo

“A pandemia acelerou esse processo de digitalização. Quem achou a “veia” do digital, cresceu muito nesse período. Quem ainda não compreendeu esse cenário, ficará para trás.

Neste contexto, uma grande oportunidade que vejo é para o ecossistema de startups. Elas têm hoje condições de assessorar médias e grandes empresas que ainda não usam métodos ágeis”.

A nova economia já está acontecendo

“Na verdade, não gosto de falar em ‘nova economia’, mas sim, sobre uma ‘nova forma de viver o mundo’, que virá com mais tecnologia.

Isso só será possível com a evolução dos softwares e hardwares. Quem não entender isso, estará negligenciando o mundo que estamos vivendo nesse atualmente, nesse exato momento.

Posso dar algumas dicas. Existem alguns itens que todos negócios devem se atentar:

  • Virtual experience economy - oferecer a experiência de um produto no ambiente online;
  • Shop streaming - associação do comércio eletrônico com as transmissões ao vivo;
  • Atendimentos em canais virtuais - como chatbots, WhatsApp;
  • Ambiente wellness - que traz novos hábitos de higiene”.

Esses foram apenas alguns insights. Se quiser assistir a palestra na íntegra do Fernando Seabra no Finance Conference, faça sua inscrição gratuita no evento.

Fonte: Administradores

Instagram

Extranet

Extranet

AGE Consulting

Registro no CRC-PE sob o nº. 00437/0-0

Rua Doutor Virgilio Mota, nº. 70- Parnamirim - Ver Mapa
Recife/PE - CEP: 52060-582
T +55 (81) 3421-2078